Sobre o Município

fundo-site-santa-cruz-de-salinasO município de Santa Cruz de Salinas localiza-se na parte do norte do estado de Mina Gerais na região fisiográfica de Itacambira, fazendo parte do vale do Rio Pardo e do Jequitinhonha, pertencente ao conjunto dos municípios mineiros da área do polígono das secas e atuação da Sudene, ocupa uma área de 579,45 km, e contava com 4801 habitantes (Censo do IBGE de 2000). Destes 18,98% viviam na zona urbana e 81,02% na zona rural.

O município limita-se ao norte com os municípios de Cachoeira de Pajeú e Águas Vermelhas; ao sul com o município de Salinas; a oeste com Curral de Dentro e Taiobeiras e a leste com Cachoeira do Pajeú, Medina e Comercinho.

Aspectos Naturais

Santa Cruz de Salinas pertence à bacia hidrográfica do Rio Jequitinhonha e sub-bacia do Rio Mosquito e conta com grande quantidade de ribeirões, na sua maioria de vazão temporária, devido as estiagens. Os principais cursos d’água são o Rio Itinga, Córrego Sumidouro, Córrego dos Macacos e a nascente do Rio Mosquito no Córrego da Pedra Redonda. Possui clima tropical, semi-árido, predominante quente por quase todos os meses do ano. Caracteriza-se por um período de seca marcante, com chuvas mal distribuídas e em outro período, de chuvas torrenciais e espaçadas. Apresenta um relevo montanhoso com aflorações rochosas destacando-se as formações calcáreas e tem vegetação de cerrado.

A região apresenta predominância de solos férteis e a vegetação predominante é o cerrado, existindo pedrona-2pequenas áreas de florestas. O cerrado é composto principalmente de árvores de médio porte, casca grossa, galhos e troncos retorcidos, existindo falhas na distância de uma para outra. As principais árvores são curral novo, candeia, angico, aroeira, pau-ferro, tamboril, pau’darco, dentre outras.

A altitude na sede do município é de 750 m e a máxima é de 1028 m no Cometão (BR 251) acima do nível do mar. Essa altitude propicia uma temperatura agradável por grande parte do ano.

O clima predominante é o tropical com suas variações. O inverno é um período seco, sem chuvas e o verão é marcado pelas águas, sendo caracterizado por fortes pancadas de chuvas demoradas. A temperatura média é 28 ºC.

As precipitações médias anuais são de 992 mm.

O solo predominante é do tipo argiloso. Já foi muito usado na fabricação de telhas, tijolos e artesanato artístico. Apresenta-se, ainda, o solo misto onde é praticado a agricultura de subsistência e o solo arenoso, encontrado principalmente junto aos rios e córregos.

O relevo é de planaltos e as montanhas típicas da “Terra das Alterosas”.

A hidrografia é composta de vários córregos e ribeirões que vem com o decorrer do tempo diminuindo suas vazões.

Os principais são: Rio Intinga, Córrego Catutino, Córrego dos Macacos, Pedra Redonda e Sumidouro (Nascentes do Rio Mosquito), Córrego Candeias e Córrego Candial.

Destacam-se os Rios Itinga e o Rio Mosquito.

Bacias: Rio Mosquito e Rio Jequitinhonha.

No que diz a respeito à fauna, existem varias espécies: tatu, ema, veado, onça, tamanduá, capivara, jaguatirica e mocó.


Acessibilidade
Acessibilidade